Amigos

Hoje um amigo me desafio a escrever sobre coisas boas, após pensar um pouco cheguei a conclusão que queria falar sobre meus amigos, hoje para mim eles são uma das coisas boas que tenho na minha vida.

Não vivo sem algumas pessoas, amigos queridos mesmo que me fazem rir, chorar, revirar de alegria. Amigos que converso na mesa do bar, no meio da aula, durante o trabalho. Amigos com quem deságuo minhas mágoas, para quem conto minhas historias, para quem eu ligo de vez em quando. Amigos que sinto saudade, amigos que se foram, mas deixaram algo de si, amigos sempre presentes.

Bom se fosse falar de todos eles aqui, com certeza não teria espaço, por mais clichê que isso possa parecer é a mais pura verdade, eu não vivo sem amigos e por isso resolvi falar um pouquinho sobre essas pessoas que amo muito.

Thaís – Parceira a muitos anos, essa é amiga irmã, já foi adotada pela minha mãe, não sai de casa ( e vice-versa). È ela que esta sempre comigo nos momentos mais bizarros, nos mais tristes e nos mais inusitados. A ela devo a influencia de querer ser loira e pintar minhas unhas de vermelho toda semana (quase todas, vai). Ah, também devo a ela meu vicio pelo café…

Fernanda – Ela já foi minha chefe e agora se tornou amigona. Sente sono o dia todo e conta os minutos para ir embora do trabalho. Tem a mãe mais engraçada da face da Terra ( que eu amo mto). Ela é apaixonada pelo Buzuco que é obrigado a dividir a atenção dela com o Daniel e o Zezé di Camargo. Companheira de eventos da empresa, mesa de bar, conversas, confissões e ajudas via MSN.Bom, a ela devo a influência de ouvir Victor e Leo e dormir de televisão ligada e é claro que não poderia deixar de citar o fato dela ser viciada em língua portuguesa (graças a Deus nisso ela ainda não me influenciou).

Flavinha – A essa é minha companheira de trabalho, estagiaria lá da empresa vive em crise constante. Eu amo essa pessoinha e suas dúvidas sobre o que ser, o que fazer, onde morar. Ela não sabe se casa ou se compra uma bicicleta, também não sabe se quer ter filhos e jura que nunca se apaixonou na vida. A ela devo minha curiosidade em conhecer meu animal totem, a apreciar o incenso e tomar banho de sais para os íons negativos irem ralo a baixo.

Adriana – Gente, essa é minha amiga louca. Viciada em reggae, já é mãe e casou nova. Hoje é minha companheira nos laboratórios de informática da faculdade, das mesas da cantina e também das cabuladas de aula. É com ela que divido meus planos e também é com ela que aprendi a gostar (bem pouco) de rádiojornalismo.

Paty – A primeira vez que a vi ela já tava fazendo piada, desde então é com ela que apronto as mais hilárias histórias. Amiga para todas as horas e lugares, com a Paty não tempo ruim. Apaixonada por pagode e louca pra casar com um jogador de futebol, ela descobriu hoje que ama jornalismo. Costuma trocar de emprego, como troca de pijama e é tão rabuda que não fica uma semana disponível para o mercado. Piadista ao extremo, é do tipo que perde o amigo mas não perde a piada, mas mesmo assim sabe dar umas broncas de vez em quando. Minha companheira de trapalhadas financeiras e também de passeios pelos corredores da faculdade. A ela devo a influencia pelo pagode, pelo funk (ah, ela adora dançar) e pela facilidade em fazer amigos. Juro, que nas historias mais engraçadas da minha vida, ela tava junto.

Minhas irmãs – Bom, elas não podiam ficar de fora. Irmãs de sangue, brigas, roupas roubadas e gargalhadas. Cúmplices em muitas coisas são elas que agüentam meus pitis, meus dramas e meus sonhos mais loucos. Escutam meus planos retardados e não fica um dia sem pedir um presente. A Angelita é a irmã mais velha, que me fez borrar toda a maquiagem no casamento dela e me deu o presente mais lindo que poderia ter, meu sobrinho. A Lezinha é a raspa do tacho, caiu de paraquedas na família (RS), é a mais chata, a que mais brigo, mas a que não fico longe nem pensar.

Minha mãe – Clichê total dizer que minha mãe é minha amiga, mas eu juro que é verdade. Não sei o que eu faria senão tivesse ela por perto para me salvar dos meus devaneios, da minha compulsividade por compras e também pelo meu vicio por bolsas. Minha mãe é minha amiga, companheira, cúmplice, pessoa que amo e quero do meu lado pro resto da minha vida.

Caio – Viciado em poker, apaixonado pelas cachorras e o coração mais mole que eu conheço, esse é o Caio, meu amigo de facu, meu amigo de baladinha e meu amigo do peito. Já dei muita risada, já xinguei , já conversei por hora a fio e já salvei ele de muita coisa. Perdi ele para a namorada (RS), mas continuo amando ele de paixão.

Rob – Ah, ele é entrou recentemente no meu rol de amigos. Entrou para trabalhar na empresa como não quer nada e fomos descobrindo muita (mas acredite mesmo) muita coisa em comum. Gosta de Los hermanos e Lenine, não passa um dia sem tomar café, adoro purê de mandioquinha e é o único que lê todos os textos do meu blog e comenta (ah, se todos os amigos fossem como ele… rs). De um tempo para cá veio com uma história que quer ter uma filha chamada Clara, mas quero avisar que esse é o nome já tem dona… É da minha filha – que não existe ainda, mas existira em algum futuro próximo.

3 thoughts on “Amigos

  1. amigaaaaaaaaaa

    eu agradeço a Deus todos os dia por ter te colocado na minha vida. Voce é a amiga q levarei pra sempre no meu coração!!!

    te amo mtuuuuuuuuuuuuu!!!!

  2. A pollyana é uma pessoa íncrivel, tem o dom da escrita e da humildade, o tipo de amiga que agente leva pela eternidade.

    bjos
    Tomara

    Que você volte depressa
    Que você não se despeça
    Nunca mais do meu carinho
    E chore se arrependa.
    E pense muito
    Que é melhor se sofrer junto
    Que viver feliz sozinho

    Tomara
    Que a tristeza te convença
    Que a saudade não compensa
    E que a ausência não dá paz
    E o verdadeiro amor de quem se ama
    Tece a mesma antiga trama
    Que não se desfaz

    E a coisa mais divina
    Que há no mundo
    É viver cada segundo
    Como nunca mais…

    Vinícius de Moraes

  3. é… pena q não tem meu nome.. hehe…
    isso ignifica q as meus “pitis” de sempre, são perdoados e não guardam magoas. bjos polly

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s