Até qualquer dia

Não era para ser uma despedida, mas foi isso que acabou se tornando. Passamos uma semana correndo um do outro e segurando as emoções. Quando você ia eu vinha, quando você aparecia pela direita eu corria para esquerda, éramos iguais cães e gatos fugindo um do outro para evitar uma briga.
Eu ainda sinto sua mão nas minhas costas e sua voz no meu ouvido dizendo que me adorava, eu ainda sinto seu cheiro e seu olhar, lembro perfeitamente da nossa última conversa, da troca de olhares e do seu último abraço.
Mas assim como veio acabou e agora cá estou sozinha de novo e repetindo meu mantra preferido nos últimos meses: o problema é ele e não você!
Meu ultimo desejo, minha ultima palavra, minha ultima tentativa. Ate qualquer dia, meu amor. Até qualquer hora. Quem sabe a gente não se encontra numa outra vida, num outro planeta, numa outra estação.
Ah, eu também te adoro … mesmo não querendo adorar … mesmo que não mereça !

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s