@amovc

Fechou o livro que lia e colocou-o na mochila, deu o último gole no café já frio que esteve a sua frente muito tempo e levantou. Pelo perfume que sentiu já sabia que ele tinha chego e estava esperando por ela duas mesas em frente a poltrona que estava.
Com um andar trôpego, porém decidido chegou até ele. Sorriu, sentou e encontrou os olhos que há tempos não via e o olhar que encontrou era o mesmo que a fez se apaixonar por ele. Aquele olhar ela não ia esquecer jamais, costumava dizer que eram os olhos de matar que fizeram ela se aproximar dele naquela tarde chuvosa e fria na livraria perto de sua casa.
Um dos seus passatempos prediletos era observar as pessoas que passeavam pelos corredores da livraria, sentava no sofá e tentava imaginar o que trazia cada uma delas lá e foi num dia como esse que viu ele entrando usando um All Star velho, uma calça jeans gasta e camisa xadrez, despretensiosamente ela olhou para ele e encontrou o olhar mais desafiador que já teve na vida. Por instantes ficou imaginando que tipo de livros ele procurava e não se assustou quando viu que ele caminhava para as prateleiras onde estavam as publicações sobre game confirmou o que já esperava ele era um garoto nerd e ela sempre se interessava por eles.
Com o canto do olho continuou observando ele folhear alguns livros e de repente sem pensar muito nas conseqüências se levantou e ao se aproximar dele disse: – Acho que esse livro não é o que você procura. Assustado ele olhou diretamente para ela e respondeu:  – Hmmm, o que te faz pensar que não é?
Ele era grosseiramente lindo pensou ela e antes que abrisse a boca para responder ele se apressou: – Desculpa, é, vamos começar de novo. Meu nome é Paulo, você é? Com seu melhor sorriso ela levantou a cabeça e disse:  – Bruna.
Naquela tarde trocaram emails e de despediram com a promessa de trocarem mensagens. Ela esperou pacientemente e duas semanas depois o primeiro oi virtual por parte dele chegou, os emails tornaram-se constantes e cada vez mais longos, porém, nenhum deles tinha coragem de digitar e enviar as três palavras que tanto queriam: VAMOS NOS ENCONTRAR.
Falavam sobre tudo: cinema, música, games,livros. Ele sempre indignado com tudo e ela se apaixonando por essa indignação.Um dia a resposta do email não chegou, ela esperou alguns dias e nada, mandou mais uma outra mensagem e não teve resposta. Se desesperou, se culpou por nunca ter pedido o telefone dele, se lamentou por não ter tido coragem de ao menos escrever que queria encontrar com ele no mundo real.
Passaram-se um mês, dois meses e no terceiro mês quando ela já tinha aceitado o fato que o medo de três palavras tinha estragado tudo uma mensagem mudou todo seu sorriso.Quando a apareceu em sua caixa de entrada uma mensagem com o destinatário que ela tanto esperava ela entrou em êxtase e sem pensar duas vezes nem leu a mensagem.Apenas abriu e escreveu as três palavras que tanto queria dizer: VAMOS NOS ENCONTRAR escreveu e enviou. Minutos depois veio a resposta: ACHEI QUE NÃO IA PEDIR ISSO NUNCA.
Agora os dois estavam sentados um ao lado do outro. Ele continua indignado com tudo e com todos e ela continua apaixonada por ele e por toda sua indignação porque para ela o amor é uma escolha e ela escolheu gostar dele, do seu nerdismo e de toda sua indignação.

One thought on “@amovc

  1. Oi Polly!
    Muito legal o texto. Gostei bastante!
    A narrativa é interessante, prende o leitor.
    E aí.. quando vai postar a conclusão dessa história? Essa Bruna tá parecendo a Tonel! hahaha
    Ah.. e quando puder, faça uma visita no meu blog tb! rsrs
    Tô praticando o jornalismo literário em alguns textos… até arrisquei umas poesias!! rsrs
    Culpa da insônia…. vida criativa na madrugada!
    Bjs e Sucesso!!!

    [ ]’s
    Eddy

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s