Doce expectativa

Passou dias imaginando como seria. Pensou detalhadamente em várias opções de roupas, o que fazer com o cabelo e que make-up combinaria com tudo isso. Seria especial, queria que fosse, tinha que ser e ela faria o que tivesse que fazer para que isso acontecesse.
Tentava não criar expectativas quanto aquilo, na realidade não queria se empolgar demais sem ter certeza do que poderia vir pela frente, mas era impossível, sonhava com os possíveis diálogos, imaginava como seria o sorriso, a voz, o cheiro e o papo. Boa parte das suas noites treinava seus melhores sorrisos no espelho, ensaiava um: Oi, tudo bem e ainda arriscava tentar alguns olhares que insistiam em dizer para ela que eram de matar.
A semana passou lentamente e a cada mensagem trocada virtualmente mais ela sentia um misto de curiosidade e interesse crescendo dentro dela. E finalmente o dia chegou. Um dia do jeito que ela mais gostava: ensolarado e frio.
Acordou bem tarde, enrolou na cama e tomou coragem para se arrumar. Tomou um banho quente e demorado, preparou um chá de hortelã, secou o cabelo. Se vestiu, não gostou. Tentou outra combinação, odiou. Desencanou.
Cuidadosamente se maquiou, espirrou seu perfume favorito e quando achou que estava pronta foi consultar o espelho. Gostou do que viu e antes que pensasse em mudar alguma coisa pegou a bolsa e partiu.
A mistura do vento frio, o pôr do sol e suas expectativas a deixavam animada. Ela gostava dessa sensação de não saber o que seria e como seria. Era do principio que as coisas que acontecem de surpresa e sem planos fluem naturalmente e são boas.
Chegou. Ficou atenta ao local, as pessoas e o que estava acontecendo e viu. Sentiu borboletas no estomago, sentiu um calafrio e pensou consigo mesma: É, porque não? E foi com esse pensamento que sorriu, não foi um sorriso daqueles treinados em frente ao espelho, mas foi o sorriso natural dela, daqueles que dizem mais do qualquer palavra, aquele que costumam dizer que é o que ela tem de mais lindo.

Passou dias imaginando como seria. Pensou detalhadamente em várias opções de roupas, o que fazer com o cabelo e que make-up combinaria com tudo isso. Seria especial, queria que fosse, tinha que ser e ela faria o que tivesse que fazer para que isso acontecesse.Tentava não criar expectativas quanto aquilo, na realidade não queria se empolgar demais sem ter certeza do que poderia vir pela frente, mas era impossível, sonhava com os possíveis diálogos, imaginava como seria o sorriso, a voz, o cheiro e o papo. Boa parte das suas noites treinava seus melhores sorrisos no espelho, ensaiava um: Oi, tudo bem e ainda arriscava tentar alguns olhares que insistiam em dizer para ela que eram de matar.A semana passou lentamente e a cada mensagem trocada virtualmente mais ela sentia um misto de curiosidade e interesse crescendo dentro dela. E finalmente o dia chegou. Um dia do jeito que ela mais gostava: ensolarado e frio.Acordou bem tarde, enrolou na cama e tomou coragem para se arrumar. Tomou um banho quente e demorado, preparou um chá de hortelã, secou o cabelo. Se vestiu, não gostou. Tentou outra combinação, odiou. Desencanou.Cuidadosamente se maquiou, espirrou seu perfume favorito e quando achou que estava pronta foi consultar o espelho. Gostou do que viu e antes que pensasse em mudar alguma coisa pegou a bolsa e partiu.A mistura do vento frio, o pôr do sol e suas expectativas a deixavam animada. Ela gostava dessa sensação de não saber o que seria e como seria. Era do principio que as coisas que acontecem de surpresa e sem planos fluem naturalmente e são boas.Chegou. Ficou atenta ao local, as pessoas e o que estava acontecendo e viu. Sentiu borboletas no estomago, sentiu um calafrio e pensou consigo mesma: É, porque não? E foi com esse pensamento que sorriu, não foi um sorriso daqueles treinados em frente ao espelho, mas foi o sorriso natural dela, daqueles que dizem mais do qualquer palavra, aquele que costumam dizer que é o que ela tem de mais lindo.

One thought on “Doce expectativa

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s