O reinado

Era uma vez uma bela princesa que vivia infeliz trancada em seu castelo. Protegida por enormes muros de pedra e por uma sentinela fiel ao seu rei, a linda princesa não tinha idéia do mundo escondido por detrás daquelas muralhas.

Um dia a princesa trocou de lugar com uma de suas criadas e saiu para explorar a cidade. Descobriu que nada era como ela imaginava, mas ela gostou do que viu. Ao observar os súditos caminhando sorridentes carregando nas mãos suas cestas de verduras, crianças brincando sentadas no chão empoeirado e mulheres carregando bebês gorduchos e rosados no colo enquanto escolhiam o pão, a bela princesa se deu conta que conto de fadas ficariam no castelo e a vida real iria com ela pelas ruas da cidade.

Ao voltar para o confinamento imposto pelos pais a jovem ficou a pensar o que movia as pessoas a acordarem todos os dias felizes daquele jeito e foi aí que se deu conta que aquelas mulheres, homens e crianças eram movidos por um sentimento meio desconhecido por ela: o amor.

A cada escapada que dava do castelo descobria o sentido real daquilo que movia aquele povo a sorrir, a cantar, a brincar. Era amor, o mais puro dos sentimentos. Algo que transformava, curava, levava embora qualquer cansaço físico, qualquer desavença boba. E foi quando cruzou com os olhos verdes de um garoto que tocava flauta com seu chapéu de palha que respirou fundo , fechou os olhos e pediu:  Reina no mais profundo, reina nos reinos do meu coração, o amor.

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s