Ficou lindona mesmo do zero!

Era uma casa muito engraçada, não tinha cama não tinha nada
ninguém podia cozinhar nela não, porque na casa não tinha fogão
ninguém podia assistir Faustão, porque na casa não tinha televisão
ninguém podia visitar ali, porque sofá não tinha aqui

Mas era feita com muito esmero e ficou lindona mesmo do zero!

Dois anos se passaram e cá estou sentada no sofá do que agora chamo de minha casa. Quem me conhece desde pequena sabe o quanto sonhei e batalhei para ter meu espaço e agora observando tudo fico impressionada em perceber que cada detalhe é exatamente do jeito que sempre planejei.

Quando encontrei esse apartamento (depois de visitar 100 outros) me senti em casa. Ele tava sujo, descuidado, mas, era tão meu. Nem tão grande, nem muito pequeno, o balcão dividindo a minúscula cozinha, o chão de tacos e as janelas grandes. Iluminado o dia inteiro e tranqüilo a noite. Levei bons meses para deixar ele do jeito que eu queria, e confesso que ele ainda está em “reforma”, agora na fase dos detalhes.

Parece idiota comemorar dois anos de casa, mas aqui é diferente. Aqui é o lugar que escolhi pra chamar de meu, o espaço onde o tempo passa rápido, leva histórias, absorve lembranças.

Cuidei de cada espaçinho, de cada aquisição. Troco os copos, compro pratos. Mudo os móveis de lugar, desenho nas paredes, penduro quadros e retratos, colo post-it’s no corredor porque essa é a minha área. Essa é a minha zona.

Sem máscaras, sem fingimento aqui eu danço no meio da sala, choro sentada no sofá, pulo em cima da cama, brigo com as panelas, converso com os porta-retratos, passo horas olhando a janela, dou risada das conversas do vizinho, canto no chuveiro, quebro copos, testo receitas, recebo os amigos, ando de pantufas, fico de pijama. Aqui respiro, penso, descanso e me entrego. Seja por um minuto. Ou um dia inteiro, entro em contato comigo mesmo, descubro aflições, curo mágoas, dou risada, ouço minhas músicas, escrevo meus textos, tomo meu café e relaxo.

A casa deixou de ser engraçada e sem nada e passou a ser o meu “lugar”, meu “canto”, minha “zona”, minha casa e meu “lar”.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s