Marcha das famintas: uma caminhada contra a anorexia e uma confissão

Entre topetes e vinis é um dos blogs que amo xeretar, vejo todo dia e confesso que me sinto amigona da Ju Romano mesmo sem conhece-la. As dicas sempre super úteis me salvaram muitas vezes e por isso fica a dica para você xeretar também.

Enfim, foi no post dela que fiquei sabendo sobre a Marcha das famintas e resolvi super apoiar a causa. Talvez seja a primeira vez que escreva sobre isso, mas eu mais do que ninguém sem bem como a anorexia funciona, porque um dia, mesmo que em um nível bem mais leve do que de muita gente, fui vítima dela. Depois que fiz a cirugia de redução de estômago entrei na neurose de emagrecer mais e mais e mesmo perdendo 40 kg e diminuindo meu manequim em 4 números, eu ainda achava que precisava ser mais e mais e mais e mais e muito mais magra.

As coisas mudaram MUITO de um tempo pra cá. Sim, ainda sou neurótica quanto ao assunto, mas já aprendi a gostar do meu corpo como ele é e sou tão feliz que nem me importo mais com o fato de ter as coxas mais grossas da face da terra ! ( hahaha) !

Enfim, após a confissão, vamos ao que importa.  Em apoio a @juzinha_diva eu suuuuper apoio a marcha das famintas, parada liderada pela modelo Caroline Bittencourt, que mesmo nunca tendo problemas com o peso,fez uma pesquisa sobre anorexia para uma peça de teatro e ficou chocada com o que encontrou e decidiu fazer algo a respeito.

Por isso rola hoje uma caminhada bacanuda de unidos contra a anorexia, eu não vou poder participar (infelizmente) mas fica a dica para quem quiser aparecer a concentração começa, às 16h30 em frente a Associação Atlética Acadêmica Oswaldo Cruz, na Rua Arthur de Azevedo n.1, Pinheiros (em frente a um dos acessos ao Hospital das Clínicas). A passeata seguirá pela Rua Oscar Freire até a esquina da Rua Augusta.

Então:

QUANDO: sexta, 28 de Outubro · 16:30 – 18:00

ONDE: Rua Arthur de Azevedo n.1 – Pinheiros, São Paulo

ITINERÁRIO: Seguirá da Arthur de Azevedo pela Rua Oscar Freire até a esquina da Rua Augusta

Segundo a Organização Mundial de Saúde, nos proximos dez anos os Transtornos Alimentares tendem a crescer em 17% quanto a sua participação total de mortes da população, tem noção disso?  Magras, gordinhas, famintas, sem fome, não importa. Apenas, importe-se com o assunto.

One thought on “Marcha das famintas: uma caminhada contra a anorexia e uma confissão

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s