Moça, por favor

Não podia deixar de observar vocês dois ontem. Ali no cantinho escuro, conseguia ver o brilho dos olhos dele quando te olhava dançar. Ele discotecava com seus velhos e bons vinis e pela playlist beatlemaniaca que tocou sei que está mesmo apaixonado.

Aqui moça, cuide bem dele. Ele precisa de alguém que entenda sua vida doida de rockstar.Deixa ele deitar a cabeça no seu colo, mesmo que você sinta um pouco de medo de se mexer. Eu conseguia fazê-lo sorrir.

Diz para ele enquanto prepara seu sanduiche predileto que ainda vou me acostumar de não ser pra mim que ele vai mostrar suas composições da madrugada. Ah, moça, não esquece que ele não toma Guaraná, que o Jack Daniels é cowboy e que seu café tem que ser forte, fumegante e de preferência servido na caneca do Rolling Stones.

Não deixa ele te enrolar dizendo que vai cozinhar, as coisas podem não sair tão bem e a noite terminar em uma cozinha suja, panelas queimadas e vocês comendo pizza no meio da sala. Se quiser atenção dele, coloque Donovan pra tocar e puxe ele pruma valsa que ele sabe dançar bem demais.

Quando quiser distraí-lo de suas próprias loucuras provoque uma guerra de almofadas, só tome cuidado com a almofada verde, que fica no sofá da sala, ela já foi costurada diversas vezes porque nossas guerrinhas sempre acabavam varrendo as penas que voam dela toda vez que estourava.

Ele sabe de tudo no mundo. Aproveita para passar boas tardes de domingo, principalmente as cinzentas e frias, para puxar assunto com ele. Pergunte sobre música, ele vai saber te contar a história de todas as bandas de rock que venera, além de filmes, literatura, política e besteiras. Ele fala demais – e boa coisa não é se ele começar a ficar quieto. Ah, mantenha sempre dois edredons pra cama porque senão corre o risco de passar frio. Ele é meio egoísta durante o sono. Diz pra ele que eu sinto falta das conchinhas e que até parei de reclamar que ele me sufocava.

Ele gosta quando você deita no tapete da sala e fica observando ele compor no piano, ou dedilhar alguma canção no velho violão. Cante junto, ele vai rir da sua voz desafinada enquanto pede com um sorriso torto para você fazer pipoca. Ele sente fome de madrugada.

Não deixa de dobrar as camisas dele, pendurar suas jaquetas e jamais tente organizar sua coleção de vinis, só ele entende a ordem cronológica daquela estante e nunca mude o quadro do Bob Dylan de parede, é importante que ele fique lá no centro da sala.

Compra cerveja ao invés de vinho. Não brigue pelas coisas jogadas pelo apartamento e a toalha molhada que ele insisti em largar na cama, apenas acostume-se, isso não vai mudar.  Ele gosta de dormir abraçado, mesmo que de madrugada cada um vá para um lado, ele sempre vai te buscar do outro lado da cama para ter abraçar apertado, beijar sua testa e dizer bem baixinho: volta a dormir que estou aqui pra você.

Soluço só de pensar em como vai ser daqui pra frente e que o meu norte foi embora junto dele. Pode ficar bem tranquila, sei que ele deve ser mais feliz com você do que comigo. Ainda dói um pouco e tem dias que a saudade me faz chorar a madrugada toda, mas vou tentar pensar nisso como um desvio de percurso.

Dá um beijo de boa noite nele por mim. E moça, por favor, cuida dele com ternura e faça ele bem feliz.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s