O homem que podia tratar o coração dela

É apenas o moço que a encontre num dia ensolarado, nublado, chuvoso, com névoa e não  diga que ela está bonita, porque ela sabe que não está. É o garoto que acerte a cor dos olhos dela numa brincadeira qualquer.

É aquele que pode estar na fila do pão, ser amigo de algum amigo, ou a gerente do banco, ou a colega de faculdade, aquele que seja as aspas, as reticências, o parágrafo, o travessão. Que seja tudo, mas que não seja nada.

O moço que não diz que ela está linda e magra na TPM, porque ela sabe que ele mentiu. Ela está sempre gorda, um pouco feia, chorosa e raivosa. Aquele que garanta a ela muitos tantos, beijos, toques, olhares, filmes de fim de tarde, cheiros de perfume novo, dias de dormir de conchinha, minutos de ligações intermináveis.

O rapaz que dorme e briga com ela. Aquele homem de barba ruiva que ela tem orgulho de mostrar pro mundo, porque ele a coloca para cima,  fala umas verdades, faz pensar na vida, faz se sentir uma pessoa melhor. O garoto que traz café na cama, dá um beijo de surpresa, vê ela sem maquiagem e enxerga muito, mas muito, além do que se vê.

O menino que ela queira como pai dos seus filhos e que todos eles tenham os olhos, a boca e o nariz dele. O tipo de cara que sabe sair da rotina e se encante com algumas aventuras de vez em quando.

Ele não tem nome, não tem idade, não tem país de origem. Ele não existe mais.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s