Em um paraíso sem dia e sem noite

Aos treze pintou os cabelos de loiro, aos quinze já tinha os rascunhos dos seus primeiros textos.

Aos dezoito resolveu trocar o Direito pelo Jornalismo.

Aos vinte e quatro cortou o estômago ao meio e quebrou seu coração em pedaços pela primeira vez.

Aos vinte e cinco foi morar sozinha.

Aos vinte e oito trabalhava com livros, tinha um blog badalado e teve seu coração dilacerado pela segunda vez.

Aos trinta anos largou tudo e foi morar sozinha no exterior.

Ainda pequena sabia o que queria.

Foi lá e fez.

Prossegue, ainda sozinha.

E mesmo não ousando grandes previsões futurísticas, odiava o escuro que se encontrava.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s